• Fone/Fax: (47) 3351 - 1373
Foto Das máquinas para a passarela
  • 27/05/2019

Das máquinas para a passarela

Emoção e alegria são as palavras que definem o 8º Desfile das Costureiras, realizado no auditório Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Vestuário de Brusque e Região (Sintrivest) na noite de sexta-feira, 24 de maio. O evento, que teve como tema ‘Solte suas feras’, aconteceu de forma mais intimista, contando com a presença de familiares e amigos dos 40 profissionais, costureiras e costureiro, que desfilaram na passarela montada especialmente para a data.

Realizado pelo Sintrivest desde o ano de 2010, o evento conta com a parceria do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Brusque, Botuverá, Guabiruba e Nova Trento (Sindivest) e apoio do Centro Universitário de Brusque – UNIFEBE, e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Senai. Na oportunidade, a presidente do Sintrivest, Marli Leandro, enalteceu a importância da profissão de costureira para toda cidade e região. “É difícil pararmos para pensar no nosso dia a dia, que por trás de todas essas roupas, esses looks, simples ou sofisticados que usamos, está um costureiro ou costureira. E este evento surgiu exatamente para homenagear estes profissionais, que com seu trabalho desenvolvem as empresas em que atuam a cada dia. Pessoas que acordam cedo para iniciar suas atividades e que tanto se dedicam nesta profissão”, ressaltou.

A presidente do Sindivest, Rita Cássia Conti, também deixou sua mensagem a todos os participantes do evento. Ela fez questão de enaltecer o trabalho do Sintrivest nesta edição do desfile e agradeceu a todas as costureiras e costureiros que atuam diariamente nas empresas. “A costureira é o coração da nossa indústria. Tal qual o coração é vital para o nosso organismo, a costureira é valorosa e importante para todas as empresas do setor de confecção. Agradeço a cada uma pelo seu trabalho e dedicação a esta profissão”, reverenciou.

Para a supervisora dos cursos técnicos do Senai de Brusque, Natalia Tarter Thomaz, é um orgulho fazer parte de um projeto tão especial, já que é constante a busca da instituição por cursos que venham agregar ainda mais conhecimento a esta profissão. “São costureiras que estão tendo um dia de modelo. Que nós possamos valorizar cada passo delas nesta passarela”, comentou.

O coordenador do curso de Design Moda da Unifebe, Wallace Nóbrega Lopo, também fez questão de enaltecer o trabalho diário realizado por costureiras e costureiros. “É uma honra homenagearmos estes profissionais que são o coração da nossa indústria, como bem citou a Rita Conti, e que fazem as empresas crescerem e se desenvolverem”, frisou.



Coração acelerado

Minutos antes do desfile começar, era possível sentir uma mistura de ansiedade e nervosismo nos bastidores, entre as costureiras e costureiro que desfilariam. Afinal, encarar uma passarela e um público de mais de 200 pessoas não é nada fácil para quem não está acostumado. Porém, a alegria em participar do evento acabou tomando conta de todos os participantes.

Graciele Esser participou pela primeira vez do Desfile das Costureiras. Ela, que atua na profissão há 15 anos, recebeu o convite para participar de sua afilhada, Sabrina Carolina Schwertner. Aos 14 anos, a garota faz o curso de Desenhista de Produto de Moda do Senai e desenhou o look pensando na madrinha. “Eu me inspirei nos anos 80, com saia de bolinhas, blazer e um cinto para marcar a cintura. Como ela é costureira, eu desenhei o look para ela costurar e desfilar e gostei muito de ter participado. É muito gratificante ver um trabalho seu na passarela”, conta emocionada.

A mesma emoção foi sentida pela própria Graciele, que teve a oportunidade de produzir um look personalizado feito pela afilhada e ao mesmo tempo desfilar. “Fiquei um pouco nervosa, mas estou muito feliz por ter aceitado o convite e participado. Se tiver no próximo ano, quero estar aqui novamente”, garantiu.

Já a costureira Renate Cristiane Vanelli participou pela segunda vez do evento e contou com olhares especiais da plateia: do esposo Rudiere de Souza Rocha e do filho Ryan Guilherme, de apenas um ano e seis meses. “É gratificante saber que a nossa profissão recebe esta homenagem tão bonita através do desfile”, enfatizou.

Foram 39 costureiras e um costureiro que participaram do desfile e mostraram na passarela looks desenvolvidos por alunos do Senai, além de looks das empresas By Mooda, Camisaria Milani, Confecções Mafra, Gilzer Confecções, Linha Leve, Liotto Marcon - Grupo Rosa Maria, Over Surf, Raimunda Costa Carvalho, Sly Wear e Warusky.

Ainda durante o evento, as costureiras receberam certificado e participaram do sorteio de brindes. Vale lembrar que o Dia da Costureira é comemorado a cada 25 de maio.

Últimas Notícias

Tags