• Fone/Fax: (47) 3351 - 1373
Foto Renda média do trabalhador cai 5,1% no 2º trimestre de 2022
  • 05/08/2022

Renda média do trabalhador cai 5,1% no 2º trimestre de 2022

Como forma de orientar os trabalhadores e trabalhadoras sobre os impactos econômicos do que têm ocorrido no país, como a perda de renda, inflação, entre outros, e como isso afeta diretamente no dia a dia da classe trabalhadora, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Vestuário de Brusque, Guabiruba e Botuverá (Sintrivest) compartilha novamente algumas informações a respeito desses assuntos.

Conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgada na última sexta-feira, 29 de julho, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a renda média dos trabalhadores brasileiros teve queda de mais de 5% no segundo trimestre do ano (março a maio), comparado ao mesmo período em 2021. O valor é equivalente a R$ 142,00.

Da mesma forma, dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência, também apontam que houve uma queda de 5,6% no salário médio de contratação no país, em comparação com o mesmo período do ano passado. O estudo avalia as admissões de empregos com carteira assinada.

Segundo o Governo Federal, no mesmo período foram criados 277 mil empregos com carteira assinada. Da mesma forma, dados da Pnad indicam que a taxa de desemprego, de 9,3%, foi a menor para segundos trimestres desde 2015.

Apesar disso, mesmo com o aumento do número de empregos no país, os trabalhadores foram impactados, já que tiveram a perda de poder de compra, com a diminuição do salário médio e com os impactos do alto valor da inflação no país. Além do que, mais de 10 milhões de brasileiros ainda estão desempregados.

Além da queda na renda, também houve recorde histórico em relação ao trabalho precário, que atingiu 39,3 milhões de brasileiros neste segundo trimestre. Comparado ao trimestre anterior, também foi registrado um crescimento de 2,8% na taxa de informalidade, ou seja, mais 1,1 milhão de pessoas a mais atuando com trabalhos precários e sem direitos trabalhistas.

Mais uma vez o Sintrivest reforça que é necessário que o trabalhador entenda e se conscientize sobre a atual situação econômica, sobre as perdas que têm ocorrido, sobre a importância da atuação dos sindicatos na preservação de seus direitos e como é possível mudar essa realidade, por meio da conscientização e do processo eleitoral que ocorrerá em outubro deste ano.


(*Fonte:
https://valorinveste.globo.com/mercados/brasil-e-politica/noticia/2022/07/29/renda-media-do-trabalhador-cai-51percent-no-2o-trimestre-diz-ibge.ghtml

https://www.estadao.com.br/economia/desemprego-segundo-trimestre-2022/

https://horadopovo.com.br/numero-de-brasileiros-no-trabalho-precario-e-recorde-e-renda-cai-diz-ibge/

https://economia.ig.com.br/2022-07-05/emprego-cresce-renda-media-cai.html

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2022/07/desemprego-recua-para-93-e-atinge-101-milhoes-no-brasil.shtml )

Últimas Notícias

Tags